É FÁCIL SE AUTOCONHECER?

27-07-2017

por Lane Lucena

Comportamento

O trabalho do autoconhecimento não se trata de uma tarefa fácil em um processo de desenvolvimento pessoal, para o qual existem diversas vias, algumas mais rápidas que outras. 


Das ferramentas disponíveis, só algumas são conhecidas e mais utilizadas.   O processo de coaching, por exemplo, é um sistema no qual, o coach ajuda ao coachee a descobrir suas questões limitadoras de comportamento. Entretanto, para que esta ajuda seja possível, o coach tem que ter uma claridade de mente e um profundo autoconhecimento pessoal, além de ter uma base psicológica ou psicanalítica que lhe permita poder trabalhar com a parte inundada do “ser” que é o inconsciente. 


Para que se tenha um resultado satisfatório por meio do autoconhecimento o indivíduo necessita ser observador de seus próprios processos. A pessoa deve aprender a sentir seus comportamentos, porque para efetuar mudanças transcendentais dentro de si mesmo, não pode fazer-se eliminando aqueles comportamentos mediante a disciplina, a sublimação, ou por meio de nenhum outro ato de vontade: terá que analisar e entender as causas. 


Portanto requer permitir-se, ter paciência e se dar conta. A única mudança possível será feita pelo próprio individuo e não por meio de qualquer outra pessoas, seja ela um psicólogo, coach ou qualquer outro profissional. Pense numa rosa quando ainda é um pequenino botão. Desde que se abre em flor, até as últimas pétalas caírem, a rosa é sempre bela, sempre perfeita, sempre em mutação. O mesmo acontece conosco. Somos sempre belos, sempre perfeitos e estamos sempre em mutação. 


Fazemos o melhor que podemos com a compreensão, consciência e conhecimento que temos. A medida que ganhamos mais compreensão, consciência e conhecimento, faremos coisas de um modo diferente. 


A vida tem dois lados: Aquele em que olhamos tudo de modo negativo e temeroso, ou aquele em que olhamos para as coisas de modo positivo e esperançoso. 


Se nos permitimos ser o tipo de pessoas que se negam a ver as crenças limitadoras que se fincam em nossas vidas, às vezes destrutivas ou ainda, se vamos ver as crenças limitadoras de forma suave, sabendo que somos capazes de modificá-las — porque nos tornamos conscientes da existência delas, e para isso acontecer é preciso o poder da permissão, nada seria possível se não houvesse o “permita-se”. 


Um grande passo quando perceber que certos padrões de pensamento andam rondando a sua mente é ter a capacidade de notar quando começa a ter um padrão negativo, sem ficar tão amedrontada, e também sem ficar remoendo a situação, tratando assim de romper os padrões assim que forem descobertos, substituindo-os imediatamente por novos padrões mentais, emocionais, físicos, financeiros, espirituais e profissionais. 


 Aprenda como romper com esses padrões no momento que eles surgem. Quando você começar a contar para si mesmo uma história diferente, então essas ideias começam a mudar. Ao adotar um novo papel ou uma nova maneira de olhar para a sua vida, você pode programar novos padrões que melhoram sua qualidade de vida. 


Aqui vão quatro dicas fundamentais: 


Para cada pensamento negativo ou sentimento de incapacidade, pense três pensamentos positivos e faça afirmações positivas a seu respeito; 


Procure investigar por meio de anotações em um caderno o que desencadeia tais pensamentos durante o seu dia; 


Identificado esses padrões de pensamentos e o porquê deles acontecerem, comece a vislumbrar fazer pequenas mudanças internas;


Em três passos você já vibrou uma nova energia e já pode investir nas pequenas ações/atitudes. Você só obterá resultados diferentes dos que já tem a partir de pequenas mudanças nas suas atitudes ou seja, se tomar uma atitude e fazer ela acontecer – isso implica em ação! 

Lane Lucena

Lane Lucena é apaixonada pela vida. Mãe da Maria Carolina, psicanalista clínica, pós-graduada em comportamento organizacional e gestão de pessoas, especializações em psicopedagogia clínica e psicologia e saúde mental. Idealizadora do Viva Sua Essência e do Psiqueanalise.com. Coach de vida e escrita. Criadora do "Curso EscrevArte - A arte de escrever" - que utiliza o recurso da escrita expressiva e intuitiva como ferramenta do autoconhecimento e escritora do atual livro: "O Poder do Permita-se".