DEIXE DE SER AQUILO QUE NÃO TE FAZ BEM

07-03-2017

por Geovana Conti

Comportamento

O mundo precisa de mais mulheres gente boa, por isso, minha contribuição para o dia Internacional da Mulher é um artigo pelo fim daquilo que não faz bem nem a você e nem a ninguém! 



O BRASIL ESTÁ EM CRISE 

Sim, está! E mesmo abaladas, precisamos reagir, no entanto, sempre tem aquela turma que resolveu escolher o caminho do pessimismo. Atenção, se você tomou a decisão de ver a vida como “um copo meio vazio” - você precisa saber que sua visão, também impacta diretamente em suas ações e seus resultados -  A SUA CABEÇA é a SUA SENTENÇA. 



MENOS MIMIMI 

Gente muito reclamona e que só fala de si e da própria vida (das vitórias ou das derrotas), gente que só conta seus problemas, que já chega reclamando "tá calor hoje", "tá frio aqui hein?", "ai que sede", "ai que fome" enfim... Atualmente, saber ouvir é uma das melhores coisas que você pode fazer por seus relacionamentos, sejam eles pessoais ou profissionais. Ter empatia, se importar com o que acontece com outras pessoas e não sair atropelando a conversa do outro só porque você acha que sua história é mais interessante é um grande erro. Mais companheirismo, menos narcisismo – Isso faz bem e te torna uma pessoa de bem. Da mesma forma que você se interessa pelas pessoas, outras pessoas também se interessarão por você, pode apostar. E se isso não acontecer, ao menos você terá escutado muitas opiniões e pontos de vista. Já diz o ditado: Temos dois ouvidos e uma boca – Fale menos e escute mais. 



FALTA DE FOCO 

Provavelmente você conhece alguém que já tentou fazer "de tudo" e nunca terminou aquilo que se propôs a fazer, ou pelo menos não foi assim tão longe assim. Para tudo nessa vida, existe dois fatores importantes, chamados foco e persistência pois, nenhum negócio ou carreira vai dar certo assim tão rápido. Tem planos e sonhos? Então você terá que aguentar as pontas! 

Primeiro é preciso fazer um planejamento e se projetar para o futuro (saber quanto tempo aguenta o tranco sem entrar dinheiro, por exemplo) outro fator que deve ser avaliado é: O quanto isso é a sua cara? O ideal é você persistir por pelo menos 6 meses. É natural você ter que refazer a rota durante a caminhada. É como dizemos “trocar pneu com o carro em movimento” e isso é perfeitamente natural. O que não vale é ficar pulando de galho em galho sem ter claro o que quer. 

Sabemos que na hora que o cinto aperta, a gente pode ser tentada a apelar para qualquer santo, mas isto poderá te trazer um sentimento imenso de frustração e infelicidade em um futuro próximo. Fique atenta. 


O UNIVERSO SOU EU 

Uma das piores coisas que pode acontecer com alguém é cair nas garras de quem que acha que o universo gira em torno do seu próprio umbigo. Parece coisa de outro mundo, mas é mais comum do que se imagina. Gente com o tal “rei ou rainha na barriga” sempre leva as coisas para o lado pessoal e assim, a pessoa tem certeza de que aquele seu post nas redes sociais foi pra ela, que aquela foto era uma provocação direcionada, que a mensagem no grupo era uma alfinetada e que tudo que as pessoas ao redor fazem tem como alvo específico única e exclusivamente ela. Como dizem por aí – Menos! 


Se você tem a sensação de que hoje em dia as pessoas só querem puxar seu tapete, que todo mundo inveja sua vida, ou que as pessoas só sabem falar mal, ligue o sinal de alerta! 

Todo mundo conhece alguém com o rei na barriga, mas será que não seria você o inferno que diz ser os outros? Esse azedume todo pode se tornar uma raiz de amargura que vai fazer mal a você mesma. Acredite, tem muita gente boa nesta vida, tem mulher que apoia mulher, tem pessoas que torcem umas pelas outras e gente que se ajuda. Permita que essas pessoas entrem em sua vida. 


Esqueça a turma da amargura, respire fundo e #SegueFirme 


Senhoras (e eventuais senhores), precisamos desenvolver melhor nossas habilidades sociais (inclusive as virtuais) se quisermos nos tornar referência em algo. Se vamos fazer a diferença, que façamos isso direito. Com foco, determinação, disciplina, muito muito tato, bom senso e atitude! 


Atraia pessoas de bem, nem que isso te custe sorrir durante um momento de angústia, ou ir a um compromisso caindo de sono porque seu filho passou a noite doente, ou ainda, cumprimentar pessoas agradavelmente depois de um fora de alguém. Seus contatos profissionais não tem nada a ver com suas dores, aliás... sua vida vai passar a dar muito certo quando VOCÊ passar a ser o remédio para a dor das pessoas. 


Deixe suas angústias para aquelas amigas do coração e para o restante, sorria, elogie sinceramente, tenha palavras de otimismo e Foco em coisas boas. 


Ao deixar de ser aquilo que não te faz bem, você passará a fazer bem para outras pessoas – O mundo precisa disso.    

Geovana Conti

Sócia-fundadora da Younguers, uma empresa voltada para orientação e direcionamento profissional à jovens, Geovana é formada em Sistemas de Informação e atua nas áreas de Gestão, empregabilidade, motivação e comunicação interpessoal de equipes. 


É autora do e-book: Organização Pessoal na Prática.


Atua com palestras, cursos e treinamentos presenciais e à distância.