LIDERANÇA - UMA COMPETÊNCIA DE COMUNICAÇÃO

06-10-2016

por Ana Rocha

Liderança

Entenda como a Teoria de Maslow pode ajudar sua Liderança



A Teoria das Necessidades proposta por Maslow – um psicólogo americano – há pouco mais de 50 anos continua, apesar das críticas, como um clássico nas áreas da Psicologia e da Comunicação. 

Para Maslow, as necessidades, instintivas e universais, podem ser organizadas numa hierarquia que atende às suas importâncias. As necessidades fisiológicas – como a alimentação, a hidratação e o sexo – são as mais básicas. 

Seguidas pelas necessidades de segurança, de pertença, amor, estima e, então, as necessidades de auto-realização. 

Ao caráter instintivo e universal das necessidades é acrescido o papel da cultura. É o contexto em que a necessidade se expressa que modela a forma como essa necessidade deve ser satisfeita. 

O desejo é, assim, a expressão aculturada de uma necessidade. E a motivação, o motor pelo qual o indivíduo atinge o seu fim. 

Em liderança, qualquer que seja o parecer sobre os escritos de Maslow, é importante compreender a necessidade, o desejo e a motivação. 

Particularmente, identificar necessidades e desejos de maneira a desenvolver estratégias que as satisfaçam além de encontrar meios de agir que gerem valor e satisfação tanto para a pessoa, quanto para o meio em que ele está inserido. 

Quando um indivíduo está satisfeito e motivado avalia a experiência como valiosa e tende, portanto, a ser mais produtivo dentro da proposta que se espera dele. Liderar é, então, o ato de criar valor. Criar valor, por seu trabalho, e isto deve ser desenvolvido, como uma competência, estratégica, de comunicação. 

Portanto para liderar, você deve saber que: 

1. Todos os indivíduos têm necessidades

Há necessidades básicas – necessidades que servem propósitos fisiológicos – e necessidades de “ordem superior”. 

2. Todos os indivíduos procuram satisfazer necessidades

Procurar satisfazer necessidades é o que chamamos de motivação. A motivação é, portanto, o impulso para agir. 

3. A satisfação das necessidades é sociocultural. 

A mesma necessidade é satisfeita de modo diferente, em diferentes culturas. 

4. O desejo é expressão aculturada das necessidades. 

Desejo é o modo de expressar as necessidades. Varia de acordo com a cultura em que se está inserido. 

5. Satisfazer desejos é liderar. 

Liderar é criar valor. Criamos valor sempre que damos a resposta adequada ao desejo (necessidade), nosso ou de outrem, gerando satisfação e motivação. 

 6. Criar valor é uma competência, estratégica, de comunicação. 

 Para aprender mais sobre estratégias comunicativas, leia o próximo artigo.

http://liderancafeminina.com.br/contato.php


Ana Rocha

Colunista de Portugal, licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho com especialização em Publicidade e Relações Públicas e mestranda em Psicologia pela Universidade do Porto.